Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pill of Words

Blog não sujeito a receita médica.

Pill of Words

Blog não sujeito a receita médica.

Venham daí essas uvas passas!

 

Nos últimos dias, as redes sociais em geral e a blogosfera em particular têm sido inundados pelos típicos "balanços do ano".

Sobre 2017, que hoje termina, escrevem-se as mais diversas publicações quer sobre as figuras do ano, os acontecimentos do ano ou mesmo os divórcios do ano. Na verdade, parece que todas as temáticas, mesmo as mais inusitadas, servem como um bom clickbait, numa altura em que surge também na vida da maioria dos astrólogos uma nova oportunidade de expansão das suas carreiras.

Hoje, no último dia do ano, também eu faço a minha retrospetiva, penso no que fiz em cada mês, no que conquistei e no tanto que ainda tenho para melhorar. Todavia, não reflito apenas hoje porque as minhas ambições não se regem pelas doze badaladas ou por mais uma volta completa da Terra em torno do Sol.

 

INFARMED

 

A transferência da sede do Infarmed (Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde) de Lisboa para o Porto é um dos assuntos que está na ordem do dia e que, enquanto estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, considero relevante debater.

Após a cidade Invicta ter conquistado o sétimo lugar na corrida à EMA (European Medicines Agency), esta decisão tem sido vista como uma forma de compensar a cidade por esta perda e de, assim, mostrar que o Governo está realmente a promover uma maior descentralização dos serviços.

Do meu ponto de vista, esta deliberação parte da polémica que se instalou aquando da candidatura de Portugal à sede da Agência Europeia do Medicamento. É, no fundo, uma forma de nos mostrarem (a nós portugueses) que o resto do país não está esquecido e que Lisboa não é (somente) o espelho de Portugal.

 

 

O meu primeiro estágio

 

Durante estas férias de verão realizei o meu primeiro estágio extracurricular. Nesta minha primeira experiência fui conhecer um pouco mais sobre uma das saídas profissionais do meu curso, pela qual manifesto particular interesse: farmácia hospitalar.

As expectativas eram muitas, assim como, o receio de não estar preparada para superar este desafio.

Acabei por ficar colocada num hospital, com relativamente poucos serviços, mas no qual pude perceber como tudo funciona. O primeiro dia foi, como esperava, o mais complicado. Tudo era novo, não tinha experiência nenhuma e estava um pouco ansiosa em relação à minha adaptação.